Please wait while JT SlideShow is loading images...
Rota das Catedrais
 

Faixa publicitária
Música nas Catedrais 2019

Direcção-Geral...

Exposição “Na Rota das Catedrais - Construções (d)e Identidades” premiada pela (APOM)

A exposição “Na Rota das Catedrais – Construções (d)e Identidades”, apresentada de 28 de Junho a 30 de Setembro de 2018 no Palácio Nacio...

Évora: Santa Teresa cantada em fado

Por iniciativa do respectivo Cabido, terá lugar na Sé de Évora, no próximo dia 19 de Maio, um concerto pelo cantor...

Santarém: Quadros Vivos de Caravaggio pela Companhia Ludovica Rambelli

No próximo Sábado, dia 13 de Abril, pelas 21h30, a Catedral de Santarém vai receber, com entrada livre, o espectác...

Santarém: Concerto pelo Gloria Boys Choir – Japão

A Catedral de Santarém acolhe, no próximo dia 1 de Abril, pelas 19h00, um concerto com entrada livre pelo “Gloria...

Bragança: «Visita Singular» nas duas Sés

Prosseguindo o programa Rota das Catedrais a Norte - Ciclo de visitas orientadas, realizam-se em Bragança mais duas...

 
Destaques Portalegre: Catedral vai ser Reabilitada
 
Portalegre: Catedral vai ser Reabilitada

O concurso público para a reabilitação da Catedral de Portalegre foi aberto no dia 22 de Julho, com a empreitada a prever um custo total de 3,3 milhões de euros, informou a Diocese de Portalegre e Castelo Branco.

A Catedral de Portalegre reúne e conserva o maior conjunto retabular maneirista existente em Portugal e é a única catedral do país que preserva quase intacto o programa original da sua fundação, dos séculos XVI e XVII.

Além das coberturas, fachadas e claustro, serão objecto de intervenção os retábulos e todo o património móvel e integrado que encerra, indicou em comunicado a Comissão de Gestão do Património Religioso da diocese, no dia em que o anúncio de procedimento foi publicado em Diário da República.

Da autoria dos arquitectos Rui Barreiros Duarte e Ana Paula Pinheiro, o projecto pretende «devolver à catedral a sua dignidade, respeitando o seu passado histórico e as diferentes fases do seu desenvolvimento».

O projecto, que inicialmente recebeu enquadramento no âmbito do programa Rota das Catedrais, será financiado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), com a diocese a assumir a totalidade da contrapartida nacional.

A diocese prevê que a obra comece até ao final de 2020 e se prolongue por dois anos.

Na candidatura não foi aprovado o financiamento para a construção do museu, onde a diocese pretendia instalar o Tesouro da Catedral.