Please wait while JT SlideShow is loading images...
Rota das Catedrais
 

Faixa publicitária
Música nas Catedrais 2019

Direcção-Geral...

Exposição “Na Rota das Catedrais - Construções (d)e Identidades” premiada pela (APOM)

A exposição “Na Rota das Catedrais – Construções (d)e Identidades”, apresentada de 28 de Junho a 30 de Setembro de 2018 no Palácio Nacio...

Évora: Santa Teresa cantada em fado

Por iniciativa do respectivo Cabido, terá lugar na Sé de Évora, no próximo dia 19 de Maio, um concerto pelo cantor...

Santarém: Quadros Vivos de Caravaggio pela Companhia Ludovica Rambelli

No próximo Sábado, dia 13 de Abril, pelas 21h30, a Catedral de Santarém vai receber, com entrada livre, o espectác...

Santarém: Concerto pelo Gloria Boys Choir – Japão

A Catedral de Santarém acolhe, no próximo dia 1 de Abril, pelas 19h00, um concerto com entrada livre pelo “Gloria...

Bragança: «Visita Singular» nas duas Sés

Prosseguindo o programa Rota das Catedrais a Norte - Ciclo de visitas orientadas, realizam-se em Bragança mais duas...

 
Destaques Castelo Branco: Sé reclassificada como Monumento Nacional
 
Castelo Branco: Sé reclassificada como Monumento Nacional

A Direcção-Geral do Património Cultural (DGPC) iniciou, no passado dia 18 de Dezembro, o processo de reclassificação da Sé de Castelo Branco, imóvel de interesse público que deverá passar a ser monumento nacional.

O anúncio da abertura da reclassificação foi nesse dia publicado em Diário da República e abrange a designada Igreja de São Miguel, também igreja matriz, e todo o património móvel que a integra.

A Catedral de Castelo Branco foi classificada como imóvel de interesse público (IIP) em 1978, através do decreto 95/78, de 12 de Setembro.

Um parecer emitido pelo Conselho Nacional de Cultura, em Novembro de 2018, deu aval à proposta da Direcção Regional de Cultura do Centro para abertura do procedimento de reclassificação da catedral como monumento nacional, tendo obtido a concordância da directora-geral da DGPC, Paula Silva, em 14 de Março de 2019.

A consulta pública tem uma duração de 30 dias úteis, sendo que as observações dos interessados devem ser apresentadas junto da Direcção Regional de Cultura do Centro, que se pronunciará num prazo de 15 dias úteis.