Please wait while JT SlideShow is loading images...
Rota das Catedrais
 

Faixa publicitária
Évora: Santa Teresa cantada em fado

Por iniciativa do respectivo Cabido, terá lugar na Sé de Évora, no próximo dia 19 de Maio, um concerto pelo cantor...

Santarém: Quadros Vivos de Caravaggio pela Companhia Ludovica Rambelli

No próximo Sábado, dia 13 de Abril, pelas 21h30, a Catedral de Santarém vai receber, com entrada livre, o espectác...

Santarém: Concerto pelo Gloria Boys Choir – Japão

A Catedral de Santarém acolhe, no próximo dia 1 de Abril, pelas 19h00, um concerto com entrada livre pelo “Gloria...

Bragança: «Visita Singular» nas duas Sés

Prosseguindo o programa Rota das Catedrais a Norte - Ciclo de visitas orientadas, realizam-se em Bragança mais duas...

Viana do Castelo: Inauguração do Núcleo Expositivo e de Acolhimento da Sé

Será inaugurado no próximo dia 1 de Março, pelas 15h00, o núcleo expositivo e de acolhimento da Sé de Viana do Ca...

Braga: Inauguração da Remodelação do Baptistério da Sé

Decorrerá no próximo dia 1 de Março, pelas 18h00, a cerimónia de inauguração da renovação do baptistério da S...

 
Destaques Música nas Catedrais 2019 | Miranda do Douro
 
Música nas Catedrais 2019 | Miranda do Douro

Música nas Catedrais 2019

Concerto na Concatedral de Miranda do Douro | 26 de Julho (21h30)

 

Direção musical: José Ferreira Lobo

Orquestra do Norte

 

Richard Wagner (1813-1883), Siegfried-Idyll, WWV103

Ludwig van Beethoven (1770-1827), Sinfonia n.º 4 em Si Bemol Maior, op. 60

 

Idílio de Siegfried; ou a mais bela prenda de aniversário do mundo!

«Quando acordei ouvi um som que crescia continuamente; apercebi-me então que já não estava a sonhar, mas que estava a ouvir música, e que música! Quando esta terminou, Richard veio ter comigo com as cinco crianças e ofereceu-me a partitura da sua prenda sinfónica.» - palavras no Diário de Cosima Wagner, que recordam a prenda de aniversário que acabara de receber. A composição tem um título bem mais arrevesado: «Idílio de Triebschen com canto de pássaros Fidi e nascer do sol alaranjado, prenda de aniversário sinfónica de Richard Wagner à sua Cosima». A obra foi composta em 1870 após o nascimento do último filho do casal, Siegfried Wagner (Fidi).  A peça foi estreada nas escadas interiores da grande Villa de Triebschen na manhã do dia 25 de dezembro de 1870, dia em que Cosima completava trinta e três anos. O poema sinfónico teve, pois, uma génese extremamente íntima e familiar.

A Sinfonia n.° 4, em Si Bemol Maior, op. 60 de Beethoven foi escrita no verão de 1806 e está dedicada ao Conde Fransz von Oppersdorff, que a tinha encomendado ao compositor depois de ter adorado ouvir a sua Sinfonia n.º 2. A obra foi estreada em Março de 1807 dirigida pelo próprio Beethoven. Robert Schumann referir-se-ia à sinfonia como «uma esbelta donzela grega entre gigantes nórdicos». Foi escrita num tempo conturbado, ao contrário de Idílio de Siegfried. Em Portugal, por exemplo, no final desse mesmo ano de 1807 a nossa corte iniciava a sua dramática partida para o Brasil. A Viena de Beethoven seria também em breve tomada por Napoleão e o Imperador pouco tempo depois casaria com uma Arquiduquesa austríaca.