Please wait while JT SlideShow is loading images...
Rota das Catedrais
 

Faixa publicitária
Música nas Catedrais 2019

Direcção-Geral...

Évora: Santa Teresa cantada em fado

Por iniciativa do respectivo Cabido, terá lugar na Sé de Évora, no próximo dia 19 de Maio, um concerto pelo cantor...

Santarém: Quadros Vivos de Caravaggio pela Companhia Ludovica Rambelli

No próximo Sábado, dia 13 de Abril, pelas 21h30, a Catedral de Santarém vai receber, com entrada livre, o espectác...

Santarém: Concerto pelo Gloria Boys Choir – Japão

A Catedral de Santarém acolhe, no próximo dia 1 de Abril, pelas 19h00, um concerto com entrada livre pelo “Gloria...

Bragança: «Visita Singular» nas duas Sés

Prosseguindo o programa Rota das Catedrais a Norte - Ciclo de visitas orientadas, realizam-se em Bragança mais duas...

Viana do Castelo: Inauguração do Núcleo Expositivo e de Acolhimento da Sé

Será inaugurado no próximo dia 1 de Março, pelas 15h00, o núcleo expositivo e de acolhimento da Sé de Viana do Ca...

 
Destaques Braga: Reedição do 'Liber Fidei'
 
Braga: Reedição do 'Liber Fidei'

A Arquidiocese de Braga fez uma nova edição do Liber Fidei da sua Sé Primacial, homenageando o Cónego Avelino de Jesus da Costa, responsável pelo projecto inicial de reedição, numa sessão lançamento da obra, que terá lugar na Catedral no dia 4 de Janeiro, às 18h15, antecedida por Eucaristia de sufrágio, às 17h30, presidida por D. Jorge Ortiga. Melhorada e ampliada, esta publicação foi enriquecida e dotada de instrumentos de pesquisa pelo Cón. José Marques, que fará a apresentação.

 

 

Trata-se do «mais importante cartulário português e um dos mais notáveis da Europa», nas palavras de Avelino de Jesus da Costa na sua tese de doutoramento ‘O Bispo D. Pedro e a organização da diocese de Braga’, publicada originalmente em Coimbra na revista Biblos, em 1960.

Contabilizando o total de 954 documentos, o ‘Liber Fidei’ é um códice que compila diversos documentos da Sé, incluindo acordos, sente nças, testamentos, vendas, doações, notícias, emprazamentos, cartas de couto, eleições, cartas régias ou bulas apostólicas. A designação ‘Liber Fidei’ refere-se, portanto, à documentação nele recolhida, que é considerada digna de fé jurídica (cui fides adhiberi debet).

O registo abarca um longo período de 685 anos, que se inicia no dia 1 de Janeiro de 569 e termina em Março de 1254. Do séc. VI ao séc. XIII, o ‘Liber Fidei’ recua ao tempo do Reino Suevo, já evangelizado por S. Martinho de Dume (562-579), e termina na era do arcebispo D. João Egas (1245-1255) e dos reis D. Sancho II (1223-1247) e D. Afonso III (1245-1279).

Outrora pertencente à Sé de Braga, o ‘Liber Fidei’ encontra-se actualmente no Arquivo Distrital de Braga, uma das unidades culturais da Universidade do Minho.