Please wait while JT SlideShow is loading images...
Rota das Catedrais
 

Faixa publicitária
Música nas Catedrais 2019

Direcção-Geral...

Exposição “Na Rota das Catedrais - Construções (d)e Identidades” premiada pela (APOM)

A exposição “Na Rota das Catedrais – Construções (d)e Identidades”, apresentada de 28 de Junho a 30 de Setembro de 2018 no Palácio Nacio...

Évora: Santa Teresa cantada em fado

Por iniciativa do respectivo Cabido, terá lugar na Sé de Évora, no próximo dia 19 de Maio, um concerto pelo cantor...

Santarém: Quadros Vivos de Caravaggio pela Companhia Ludovica Rambelli

No próximo Sábado, dia 13 de Abril, pelas 21h30, a Catedral de Santarém vai receber, com entrada livre, o espectác...

Santarém: Concerto pelo Gloria Boys Choir – Japão

A Catedral de Santarém acolhe, no próximo dia 1 de Abril, pelas 19h00, um concerto com entrada livre pelo “Gloria...

Bragança: «Visita Singular» nas duas Sés

Prosseguindo o programa Rota das Catedrais a Norte - Ciclo de visitas orientadas, realizam-se em Bragança mais duas...

 
Destaques Lisboa: obra de Arvo Pärt estreia na Sé
 
Lisboa: obra de Arvo Pärt estreia na Sé

A Sé Patriarcal de Lisboa receberá a estreia mundial de uma peça musical do compositor Arvo Pärt. Obra dedicada aos pastorinhos videntes de Fátima, será executada no dia 20 de Fevereiro, dia litúrgico dos Beatos Francisco e Jacinta. Este trabalho, intitulado Drei Hirtenkinder aus Fatima – Os Três Pastorinhos de Fátima, surge na sequência de um convite do Santuário de Fátima, no âmbito das comemorações do centenário das aparições de Nossa Senhora na Cova da Iria, e resulta numa breve peça para coro misto a cappella composta sobre o texto de um versículo do salmo 8.

Manuel Lourenço Silva, produtor executivo da programação musical para o Centenário das Aparições, destaca a importância deste autor no panorama musical mundial: “Arvo Pärt é incontornável na História da Música. Integra aquilo a que se chama o Holy Minimalism, embora qualquer rótulo que se lhe queira atribuir pareça inexacto ou parcial tendo em conta o seu percurso evolutivo e a abrangência das suas obras. Utilizando frequentemente a técnica tintinnabuli, formulada e nomeada pelo próprio Pärt, a sua música é marcada por uma profunda espiritualidade. Alterna melodias simples, quase infantis, com harmonias ricas e coloridas bem como explosões sonoras com profundos silêncios. A peça Drei Hirtenkinder aus Fatima representa, aliás, um bom exemplo disto mesmo. No convívio próximo que tivemos com o compositor verificamos que Pärt é um homem de fé e a sua música manifesta a sua incessante procura. É um compositor único”. Acrescentando que, “por um lado, o nome de Fátima ficará registado no catálogo de obras de um dos maiores compositores de sempre; por outro lado, o título e o texto escolhidos para a composição musical que dedicou aos Pastorinhos destacam a importância das vozes das crianças enquanto mensageiras; por último, e talvez o aspecto mais importante, revela que Arvo Pärt se sentiu tocado pela espiritualidade e pela mensagem de Fátima”. O manuscrito-testemunho é dado a conhecer nas páginas da edição de 13 de Outubro da revista cultural Fátima XXI, na rubrica “ Ler, Ouvir e Ver Fátima”.

 

Fonte: Santuário de Fátima / Imagem: Agência Ecclesia