Please wait while JT SlideShow is loading images...
Rota das Catedrais
 

Banner
Música nas Catedrais 2019

There are no translations available.

Évora: Santa Teresa cantada em fado

There are no translations available.

Por iniciativa do respectivo Cabido, terá l...

Santarém: Quadros Vivos de Caravaggio pela Companhia Ludovica Rambelli

There are no translations available.

No próximo Sábado, dia 13 de Abril, pelas...

Santarém: Concerto pelo Gloria Boys Choir – Japão

There are no translations available.

A Catedral de Santarém acolhe, no próximo...

Bragança: «Visita Singular» nas duas Sés

There are no translations available.

Prosseguindo o programa Rota das Catedrais...

Viana do Castelo: Inauguração do Núcleo Expositivo e de Acolhimento da Sé

There are no translations available.

Será inaugurado no próximo dia 1 de Março...

 
Destaques Lisboa: Dedicação da Sé
 
Lisboa: Dedicação da Sé
There are no translations available.

No próximo Domingo, 25 de Outubro, às 11h30, o Cardeal-Patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente, preside à celebração da Solenidade da Dedicação da Sé Patriarcal, como Igreja Mãe de Lisboa.
A dedicação significa a consagração de um templo ao serviço do Senhor e esta aconteceu, segundo Joaquim Verissimo Serrão, na sua História de Portugal, no dia 1 de Novembro. Era a sagração da antiga mesquita, transformada em Catedral. A festa da dedicação foi depois fixada no dia 25 de Outubro, dia da Reconquista cristã da cidade de Lisboa. “Este pormenor pode alargar, simbolicamente, o sentido desta festa. Não foi apenas a Catedral, mas toda a Cidade de Lisboa, que foi dedicada ao Senhor”, escreveu D. José Policarpo numa homilia proferida em 2002.
A Catedral enquanto símbolo visível da unidade de toda a comunidade cristã, é o lugar onde está a Cátedra do Bispo, sucessor dos Apóstolos, “garantia visível da vitalidade e da unidade da Igreja. Da sua Cátedra ele ensina, como mestre da fé, congrega continuamente a Igreja, pela Palavra, para celebrar a fé e partir para a cidade, com o ardor das testemunhas e a generosidade da caridade. Ele fundamenta e sustenta a Igreja Diocesana”.