Please wait while JT SlideShow is loading images...
Rota das Catedrais
 

Banner
Música nas Catedrais 2019

There are no translations available.

Exposição “Na Rota das Catedrais - Construções (d)e Identidades” premiada pela (APOM)

There are no translations available.

A exposição “Na Rota das Catedrais – Construções (d)e Identidades...

Évora: Santa Teresa cantada em fado

There are no translations available.

Por iniciativa do respectivo Cabido, terá l...

Santarém: Quadros Vivos de Caravaggio pela Companhia Ludovica Rambelli

There are no translations available.

No próximo Sábado, dia 13 de Abril, pelas...

Santarém: Concerto pelo Gloria Boys Choir – Japão

There are no translations available.

A Catedral de Santarém acolhe, no próximo...

Bragança: «Visita Singular» nas duas Sés

There are no translations available.

Prosseguindo o programa Rota das Catedrais...

 
Destaques Sé de Angra volta a ter Cabido
 
Sé de Angra volta a ter Cabido
There are no translations available.

No passado dia 11 de Fevereiro, o Bispo de Angra, D. António de Sousa Braga, deu posse aos 11 novos cónegos da Sé daquela diocese. Esta composição colegial, retoma, após 15 anos de inactividade, as funções do Cabido, agora com novos estatutos, aprovados em Outubro de 2014.

Na cerimónia, que contou com a presença de autoridades civis, militares, universitárias e religiosas, D. António de Sousa Braga lembrou a carta escrita pelo Papa Francisco aos cardeais para destacar que a atribuição do título de cónego não é uma honra mas sim um “serviço”.

“Não se trata do culminar de uma carreira, uma dignidade de poder ou de superior distinção, mas um serviço à Igreja” frisou o Bispo de Angra lembrando a passagem do Evangelho de Lucas “somos servos inúteis, fizemos o que devíamos fazer, não como fórmula de boa educação, mas como verdade, depois do trabalho”.

“Como pessoas no activo, em vários sectores do Serviço Pastoral, sois chamados a apoiar, com o vosso conselho e sugestões, o Serviço Episcopal. Para construir a comum-unidade, num território descontínuo, como a nossa Diocese, urge desenvolver a Unidade Pastoral Ilha, sempre com o apoio da  Igreja-Mãe, que é a Sé Catedral, não para centralizar, mas promover a unidade na diversidade”, disse o prelado diocesano.

“Esta cerimónia de tomada de posse dos novos membros do Cabido da Sé, com a Profissão de Fé e o Juramento de Fidelidade, exprime precisamente esta disponibilidade para servir. Não se trata de tomar o poder para dominar, mas de assumir um ofício para servir”, destacou.

Historicamente, a Memória Litúrgica de Nossa Senhora de Lurdes, foi uma grande celebração, promovida, desde os inícios, pelo Cabido da Sé Catedral de Angra. Por isso, “faz todo o sentido que a tomada de posse do novo Cabido, recentemente nomeado, se realize neste 11 de Fevereiro, sob proteção de Nossa Senhora de Lourdes”, concluiu agradecendo “em nome pessoal e da diocese” a “disponibilidade e generosidade” para esta “entrega incondicional”.

D. António de Sousa Braga terminou pedindo a todos que “deem as mãos” e “colaborem uns com os outros para que a Igreja nos Açores seja, cada vez mais e melhor, factor de unidade e de solidariedade, com a concretização progressiva de uma Autonomia, que honre os Açores e Portugal”.

A cerimónia começou com a receção ao Bispo de Angra pelo novo Cabido, à porta da Sé; depois a leitura das nomeações pelo mestre de cerimónias da Catedral e a Profissão de fé dos novos cónegos – Ângelo Valadão (Deão), João Maria Mendes (Arcediago), Manuel Carlos (tesoureiro), Ricardo Henriques (Chantre), Hélder Fonseca Mendes (Cónego Magistral), Adriano Torres, Hélder Miranda Alexandre, João Maria Brum, António Henrique Pereira, João de Brito, João Maria Brum, José Medeiros Constância e Francisco Dolores– seguida  depois do juramento de fidelidade.


Fonte e imagem: Igreja Açores