Please wait while JT SlideShow is loading images...
Rota das Catedrais
 

Banner
Música nas Catedrais 2019

There are no translations available.

Exposição “Na Rota das Catedrais - Construções (d)e Identidades” premiada pela (APOM)

There are no translations available.

A exposição “Na Rota das Catedrais – Construções (d)e Identidades...

Évora: Santa Teresa cantada em fado

There are no translations available.

Por iniciativa do respectivo Cabido, terá l...

Santarém: Quadros Vivos de Caravaggio pela Companhia Ludovica Rambelli

There are no translations available.

No próximo Sábado, dia 13 de Abril, pelas...

Santarém: Concerto pelo Gloria Boys Choir – Japão

There are no translations available.

A Catedral de Santarém acolhe, no próximo...

Bragança: «Visita Singular» nas duas Sés

There are no translations available.

Prosseguindo o programa Rota das Catedrais...

 
Destaques Vila Real: Novo órgão da Sé
 
Vila Real: Novo órgão da Sé
There are no translations available.

 

Foi formalizado, no passado dia 28 de Novembro, o contrato de aquisição do novo órgão de tubos sinfónico na Sé de Vila Real. O contrato, entre a Fábrica da Igreja Paroquial da Sé São Dinis e a empresa italiana FAMIGLIA VINCENZO MASCIONI, S.R.L, com sede em Varese, Itália, prevê a instalação de um grande órgão de quatro teclados composto de trinta e três registos para um total de 2180 tubos, a ser colocado na fachada interna, sobre o guarda-vento da entrada principal da Catedral, respeitando a vista completa da rosácea.
Pretende-se que este órgão, obedecendo aos critérios da arte, respeite o ambiente arquitectónico onde se integrará e seja uma obra única representativa do nosso tempo.
Na Sé de Vila Real e ao abrigo do projecto Rota das Catedrais, já se efectuaram reparações várias ao nível das coberturas e está prevista a colocação de um módulo sinalético e informativo (apoio, acolhimento e informação dos visitantes) da Sé e da Rota das Catedrais.

O custo total deste equipamento é de 582 mil euros, dos quais cerca de 408 mil euros são comparticipados por fundos comunitários. Para conseguir pagar a comparticipação nacional, a Fábrica da Igreja da Sé lançou uma campanha de angariação de fundos. O bispo diocesano, D. Amândio Tomás, apelou à comparticipação de todos para ajudar a instalar este instrumento de «som único». Depois é ainda preciso, segundo o bispo, conseguir garantir a manutenção do órgãos bem como de um músico que o toque, a programação e a sua divulgação.

A Câmara de Vila Real já se associou à iniciativa. «Era um projeto que estava quase perdido, na linha vermelha do aproveitamento do atual quadro comunitário de apoio, as dificuldades eram imensas e a câmara ajudou a fazer a candidatura», salientou o presidente da autarquia, Rui Santos.